ARTIGOS

....

A vida como ela é. Jorge Bacelar no Há Festa na Aldeia 2018.

A vida como ela é. Jorge Bacelar no Há Festa na Aldeia 2018.

Era para ser uma entrevista, passou a ser um testemunho real de quem cá anda e se entrega e ainda se maravilha com o outro e com o mundo.

Jorge Bacelar é veterinário e fotógrafo. Junto dos agricultores, descobriu na fotografia o caminho certo para eternizar momentos e perpetuar laços.

Este ano, foi convidado pelo Há Festa para fazer tirar as fotografias que darão o mote para a estratégia de comunicação de 2018: Retratos da Aldeia. A vida como ela é.

Ganhou vários prémios, em Portugal e internacionais. Em 2014, o primeiro lugar no concurso “Juntos contra a fome” organizado pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e a Agência das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). No ano seguinte, recebeu o prémio “Nomination Award HPA 2015” no concurso HPA2015 9th Humanity Photo Awards da UNESCO e da CFPA em Pequim, na China.

2016, primeiro lugar em duas categorias no concurso de fotógrafo europeu , campeão do mundo com a equipa portuguesa no World Photographic Cup. Foi ainda, premiado no  2016 OIE Photo Competition, um competição mundial que elege um vencedor por cada continente.

Nas primeira pessoa, conta a  dualidade da experiência de trabalho no mundo rural, a tratar dos animais e atrás de uma lente.
“Sou médico veterinário e faço clinica de campo há mais de vinte anos. Entro em casa e em explorações de muitas centenas de agricultores. Tenho com eles uma relação familiar, de grande amizade e respeito.
Passo muito tempo a conversar, a ouvir os seus desabafos e as suas amarguras.

Tenho o privilégio de ver e conviver com um mundo rural que respeito e admiro. São pessoas que trabalham do nascer ao por do sol, generosas e que me recebem sempre de braços abertos.
Encontrei na fotografia a forma de enaltecer e perpetuar estes meus amigos agricultores.
Fico fascinado como a luz entra em determinados locais como estábulos e cozinhas antigas.
O que me fascina na fotografia é a possibilidade de usar a luz que pretendo na máquina e dessa forma poder retratar o mundo da forma como eu a vejo.

Fotografo há cerca de cinco anos e tenho visto o meu trabalho fotográfico reconhecido nacional e internacionalmente através dos vários prémios que tenho conquistado.
Só fotógrafo o mundo rural a as suas gentes.

Aceitei este desafio porque vou fotografar agricultores e ajudar a promover o mundo rural. Será para mim uma honra participar neste projeto, que considero muito importante - divulgar a nossa ruralidade e as aldeias de Portugal.
Nas aldeias o mais importante são as pessoas e a sua cultura e o projecto “Há Festa na Aldeia” dá relevo aos habitantes das diversas aldeias, dá-lhes a devida importância, faz-lhes sentir o quanto é importante a sua Aldeia.

Partilhar:

Relacionados: